Investigação espacial, progresso tecnológico e armamento

Speakers' Corner - Augusto Küttner de Magalhães

 

Tem sido feita esta comparação – procurar, água em Marte ou água na Terra para quem tem sede – com base na ideia de que se vai analisar se há água em Marte, quando tantas Pessoas aqui no nosso Planeta Terra, morrem à sede. Superficialmente poderia ter lógica esta comparação, mas de facto não terá. Todas as tecnologias excelente que foram inventadas e aperfeiçoadas para e chegar à Lua, são-nos hoje muito úteis no dia-a-dia e nem disso nos aperceberemos. Todas as descobertas de outros plantas e não só, que existem por este Universo fora são-nos essenciais, dado que não vemos “crer” que só a Terra é habitada por Gente Pensante, seria por demasiado redutor. Mas, a transferência justa, humana e necessária de dinheiros deveria ser – mas nunca será – das várias indústrias de armamento do mais simples ao mais sofisticado, que tantos países Europeus – Alemanha, Áustria, França, Dinamarca, Reino Unido e não só  – Americanos (EUA, Canada), a Asiáticos (China, India, Japão), e ao lado, Rússia, têm, fazem, e criam guerras para os vender e aumentar os seus PIBs.

Isto é desgraça, isto não deveria ser feito. Aqui, haveria que ser feita a substituição de indústrias e indústrias de armamento e seu fabrico, por procura meios para água potável que a tantos, tanta falta faz aqui na nossa Terra. E não fazer guerras contra quem se fornece armamento para nos guerrear! E talvez, se não houvesse tanto armamento por todo o lado, as guerras que estão “vivas” neste momento e sempre estiveram com fabulosos lucros para quem faz o que dá para se guerrearam homens conta homens, parasse. Mas não, vão continuar a ser alimentados o ISIS que não fabrica armamento, mas compra em troca de petróleo e antiguidades em troca, o mesmo no que ainda resta do Síria, o mesmo no Afeganistão e o mesmo por todo o lado.

Tudo o que seja aplicar técnicas, tecnologias em procura de novos “espaços”, de novo mundos,” de mais desenvolvimento, de água e comida para todos é brilhante, tudo o que seja fabricar armas para nos matar é horrendo, mas “isto” é que ganha/vence, é que dá dinheiro a uns poucos para tantos aniquilar. Continuemos a descobrir água ou vinho em Marte, e deixemos de fazer armamento para matar cá, mas procuremos água para todos saciar e tudo melhor ficar. Mas não, é demasiado utópico.

 

© Augusto Küttner de Magalhães, 16/10/2015

0 replies on “Investigação espacial, progresso tecnológico e armamento”