Trump é mau, mas pode ser reeleito

Os EUA chegaram a um ponto estranho e singular. Noutras circunstâncias, seria impensável que alguém como Donald Tump pudesse ser reeleito nas próximas eleições presidenciais. Este, quanto mais tweetar coisas sem sentido, as quais, por vezes, contradizem o que antes mencionou, mais parece empolgar os seus votantes e motivado para continuar. Vemos o espectáculo  de um Presidente a atrair massas, a soltar umas frases que não fazem sentido, mas que mobilizam a turba que o segue nos comícios  que vai fazendo desde a primeira vez que foi eleito. Vai continuar a vangloriar-se do mal que faz a quem a quem não pense como ele e não lhe obedeça, podendo até fazer regredir muito que já foi feito nos EUA em defesa dos direitos cívicos e humanos de todos, independentemente da raça e da cor. Insiste na construção do muro com o México, querendo completar o que já existe. Apesar das expulsão de migrantes ilegais não ser uma coisa nova nos EUA, anteriormente era processada discretamente, sem rancor, não com deliberada propaganda e tornado isso num feito

Parece que o Partido Republicano está totalmente rendido a Donald Trump esperando ganhos em benefício próprio. Quanto ao Partido Democrata, tal como o Partido Trabalhista  no Reino Unido (aí com o “Brexit”), perdeu totalmente o rumo e anda à deriva, o que facilitará a reeleição de Trump por mais um mandato. E  aquilo que muitos chamam “gaffes”, podem ser mais um propósito de Donald Trump em mostrar que a América first é o que conta. O episódio de Nadia Murad na Casa Branca, para ser recebida pelo seu “proprietário”, que se manteve sentado à secretária com “ar de quem manda aqui sou eu”, e perguntou a Nadia Murad porque lhe atribuíram, em 2018, o Prémio Nobel da Paz, mostra isso. É neste espectáculo mediático e deprimente, onde o Presidente dos EUA melhor se movimenta, e já está em plena campanha eleitoral para a sua reeleição.

Como quem o  poderá reeleger será quem  já o elegeu e mais uns quantos, faz esse estridente espectáculo para consumo interno da metade da América que representa, provocando e atacado a outra metade. Mostra aos seus apoiantes que quem o vai cumprimentar à Casa Branca, ele pode até nem saber quem são, mas (quase) todos vão lá. Assim, nada que Trump hoje faça de absurdo ou criticável parece ser visto assim pelos seus apoiantes. A fase que atravessam os EUA e também estamos a viver mundialmente parece ser um ciclo mórbido da História, algo que se vai repetindo e é propícia a todos que funcionem na política sem política, mas com espectáculos estridentes como faz Donald Trump e os seus seguidores. Uma coisa é certa: o “show” Trump vai continuar pelo menos até às próximas eleições de 2020 nos EUA. Mas o pior será se continuar também depois das próximas presidenciais, por mais quatro longos anos. 

© Augusto Küttner de Magalhães, 20/07/2019

0 replies on “Trump é mau, mas pode ser reeleito”